A Revista Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo
Ecumenismo, Espiritualidade e Evangelho-Apocalipse

banner-compra-revista

O caminho para um mundo novo

Jonas Quintela*1 — atualizado em 14/12/2017

 

Jonas Quintela

Jonas Quintela

Vivemos hoje o mais profundo abismo entre a convocação acentuada da maldade humana e as lições mais belas e ricas de Jesus, o Divino Pastor, como as que recebemos na Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo. Como um enorme ímã, o materialismo arrasta grande multidão, que a cada dia abre mão da Fraternidade como caminho seguro para a melhora dos povos. Percebemos o planeta Terra saturado da densa energia do individualismo, que faz adeptos em toda parte e, muitas vezes, se disfarça sob o nome de “progresso”. Só uma vocação é capaz de mudar o cenário tempestuoso e turbulento que já envolve a Humanidade toda: a vocação de amar.

O Presidente-Pregador da Religião Divina, José de Paiva Netto, traz na Alma a marcante vocação de amar a Humanidade, por isso se tornou um destacado pensador de nossa época. Percebi esse fato ao ver a grande quantidade de livros do autor vendidos nas últimas Bienais Internacionais do Livro e ao participar de uma caminhada em defesa da liberdade religiosa, realizada na orla de Copacabana, no Rio de Janeiro, RJ. Pessoas de todas as partes tiravam fotos e até copiavam os Pensamentos Legionários escritos nas faixas carregadas pelos Jovens da Religião do Amor Universal.

Hoje, podemos afirmar seguramente que as benditas obras literárias de Paiva Netto representam as Mãos Sagradas do Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, que, de punho fechado, continua batendo, e mais forte, às portas*2, embora frágeis e ainda trancadas, da Política, da Ciência, da Filosofia, da Arte e de tudo mais que pode se desdobrar em conhecimento e cultura, apascentando as ovelhas do Sublime Condutor*3. Só o Amor Fraterno exemplificado pelo Estadista Celeste poderá, queimando etapas, pôr o Brasil e o mundo na direção de Jesus.

Quem acompanha os ensinamentos do Presidente-Pregador da Religião do Terceiro Milênio abre na própria Alma um caminho seguro na direção da Paz, tão sonhado sentimento dos povos. Em seus escritos, nosso líder imprime a marca do Brasil Novo, colocando-nos nos corredores de um futuro bendito para vencermos o passado triste e distante que vivemos hoje. A energia poderosa das pregações do Irmão Paiva é capaz de atravessar o peito de um corpo social em frangalhos e tocar-lhe o coração dorido, devolvendo-lhe Esperança e Fé.

Nos capítulos das transformações mundiais, a Religião do Terceiro Milênio é o Título Sagrado da nova página que o Cristo apresenta ao mundo, nesse território abençoado chamado Brasil. Da colônia aos tempos atuais, nossa Pátria ainda vislumbrará uma proposta tão elevada e poderosa. Em qualquer lugar onde o Ideal do Novo Mandamento de Jesus se fizer presente, seja pelo rádio, TV, internet ou pessoalmente, sua força impõe respeito, mesmo quando nada diz. E quando profere palavras, norteia o ponto comum a todos os outros, produzindo sabedoria e solução sem se posicionar com exclusivismo ou se dizer dono da verdade. A Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo é a carta que o Divino Amigo “tirou da manga” para virar o jogo desumano, mostrando ao poder transitório quem realmente manda no planeta, o qual é criação de um Deus justo e eterno.

 

Jovens Legionários de todas as idades expõem pensamentos da Dialética da Boa Vontade durante caminhada em defesa da liberdade religiosa, que ocorre anualmente na orla de Copacabana, no Rio de Janeiro, RJ. (foto Mateus Rangel)

 

*1 Jonas Quintela — Pregador ecumênico da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo no Rio de Janeiro, RJ, e graduado em História pela Universidade Estácio de Sá (Unesa).

*2 Faz alusão à passagem do Apocalipse de Jesus, 3:20: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abri-la para mim, entrarei em sua casa e cearei
com ele, e ele, comigo”.

*3 Novíssimo e abrangente conceito do Rebanho Ecumênico de Jesus — Vanguardeira tese de Paiva Netto apresentada nas Sagradas Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, volume 1, páginas 37 e 38: “Meditando sobre o Ecumenismo Divino da Religião do Terceiro Milênio, concluo que ela traz ao mundo novíssimo e abrangente conceito do Rebanho Ecumênico de Jesus: quando o Divino Chefe determinava aos Seus Apóstolos e Discípulos — representados na figura hierática de Pedro — apascentar Suas ovelhas, não falava somente de ovelhas humanas. A Religião, a Ciência, a Filosofia, a Educação, a Arte, o Esporte, a Política, a Economia, a vida doméstica, a vida pública e tudo aquilo que simboliza a Cultura Universal, no Céu da Terra e na Terra, são ovelhas do Rebanho de Jesus a serem pastoreadas por Sua Eterna Doutrina, firmada no Seu Mandamento Novo: ‘Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos’ (Evangelho, segundo João, 13:34 e 35). (…)”.

 

(Artigo publicado na revista JESUS ESTÁ CHEGANDO!, edição 128, de junho de 2017, páginas 58 e 59.)