A Revista Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo
Ecumenismo, Espiritualidade e Evangelho-Apocalipse

banner-compra-revista

O Natal de Jesus, nosso Divino Mestre

194 visualizações

Walter Periotto — 19/12/2017

É jornalista. Foi representante da LBV dos Estados Unidos da

América na década de 1980.

walterperiotto@gmail.com

Irmão Periotto

Walter Periotto

Estamos às vésperas do Natal. O nosso Natal é o de Jesus, nosso Mestre e Senhor. Por isso, o comemoramos todos os dias. Vem dos primórdios da Legião da Boa Vontade* o brado: “Salve o Natal Permanente da LBV, por um Brasil melhor e por uma Humanidade mais feliz!”.

Vamos à Bíblia Sagrada, em seu Novo Testamento. Evangelho de Jesus, segundo Mateus, 1:18 a 25:

 

O nascimento de Jesus

“18 Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: estando Maria, sua Mãe, desposada com José, sem que tivessem antes coabitado, achou-se grávida pelo Espírito Santo.

“19 Mas José, seu esposo, sendo justo e não a querendo infamar, resolveu deixá-la secretamente.

“20 Enquanto ponderava nestas coisas, eis que lhe apareceu, em sonho, um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber Maria, tua mulher, porque o que nela foi gerado é do Espírito Santo.

“21 Ela dará à luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles.

“22 Ora, tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que fora dito pelo Senhor por intermédio do profeta:

“23 Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de Emanuel (que quer dizer: Deus conosco).

“24 Despertado José do sono, fez como lhe ordenara o anjo do Senhor e recebeu sua mulher.

“25 Contudo, não a conheceu, enquanto ela não deu à luz um filho, a quem pôs o nome de Jesus”.

 

A adoração dos pastores, de Gerard van Honthorst (1592-1656)

A obra A adoração dos pastores, de Gerard van Honthorst (1592-1656), retrata o magnífico momento do nascimento de Jesus.

 

O Irmão Paiva Netto escreve o seguinte em seu livro Sagradas Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, volume 1, páginas 367 e 368:

 

“Natal e Volta de Jesus

 

“‘Glória a Deus nas Alturas, Paz na Terra aos homens [e às mulheres] da Boa Vontade de Deus’ (Evangelho, segundo Lucas, 2:14).”

 

“Ao cântico dos Anjos, o Verbo se fez carne. O Filho de Deus habitou entre nós para nos salvar.

“Discorrendo na revista BOA VONTADE (no 18, de dezembro de 1957) sobre o Natal Permanente da Religião do Terceiro Milênio, o Natal diário para mitigar a fome do povo, que também é diária, Alziro Zarur escreveu:

 

“‘— O Cristo nasce, todo dia, no coração daqueles que sabem sofrer e amar, aqueles que formarão um só Rebanho para um só Pastor’.

 

“E fraternalmente alertava a respeito dos tempos chegados, que já vivemos:

 

“‘Depois da Ressurreição gloriosa do Senhor, aconteceu o que se lê nos Atos dos Apóstolos:

“‘ Estando eles reunidos outra vez, perguntaram-Lhe: Senhor, é agora porventura que restabeleces o Reino de Deus? Jesus lhes respondeu: A vós não vos compete saber os tempos ou as épocas que o Pai  fixou, pela Sua própria autoridade; mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria, até às extremidades da Terra. Tendo dito estas palavras, foi Jesus elevado à vista deles, e uma nuvem O recebeu e ocultou a seus olhos. Estando eles com os olhos fitos no céu, enquanto Jesus subia, dois Anjos, com vestes brancas, se puseram ao seu lado e lhes perguntaram:

“‘— Varões galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido no alto, assim virá do mesmo modo como O vistes subir’”.

 

A Humanidade está vivendo uma situação difícil na parte material e muito mais na parte Espiritual. Mas a Legião da Boa Vontade e a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo vêm enfrentando e vencendo todos esses desafios com o seu Natal Permanente, vivenciado desde a fundação de cada uma, primeiramente pelo Irmão Alziro Zarur (1914-1979), Fundador da LBV e Proclamador da Religião Divina, e, hoje, sob a liderança do Irmão Paiva Netto.

E o Natal que nós vivemos é o Natal Permanente. Não é somente um dia no ano. É o ano todo. E, principalmente, porque é de Jesus, nosso Divino Mestre. Para nós, Legionários da Boa Vontade e Cristãos do Novo Mandamento de Jesus, o Novo Mandamento do Sublime Amigo — “Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos” (Evangelho de Jesus, segundo João, 13:34 e 35) — é o nosso grande presente.

O que queremos sempre é estudar as palavras de Jesus, Fundador deste planeta Terra. E foi o nosso Pai Celestial, Deus, Aquele que deu a Jesus o beneplácito da criação do nosso planeta. Está na Boa Nova segundo Marcos, no Novo Testamento da bíblia.

Neste Natal Permanente de Jesus, bradamos como os Anjos dos exércitos celestiais quando do nascimento do Redentor da Humanidade:

“GLÓRIA A DEUS NAS ALTURAS, PAZ NA TERRA AOS HOMENS [E ÀS MULHERES, AOS JOVENS, ÀS CRIANÇAS E AO ESPÍRITO SANTO, ALMAS BENDITAS] DA BOA VONTADE DE DEUS!” (Evangelho, segundo Lucas, 2:14).

 

* Legião da Boa Vontade — Fundada por Alziro Zarur em 1o de janeiro de 1950, no Rio de Janeiro, RJ.